6º anos. Profª Luciane Gotardo. História: A formação das primeiras civilizações - Mesopotâmia. Semanas de 20/05 a 06/06/20.

20/05/2021

Olá queridos alunos, continuamos por aqui neste sistema remoto, até que tudo passe, vamos seguindo com fé e confiança de dias melhores. Essas semanas vamos trabalhar sobre a primeira civilização da Antiguidades: a Mesopotâmia, vamos lá?

Correção das atividades anteriores sobre: Os modos de vida dos primeiros grupos humanos.

1) b) Paleolítico

2) o homem 'domestica' o fogo - o uso deste possibilitou que o ser humano pudesse espantar animais, cozinhar e iluminar as cavernas, além de conseguir calor, e o incluí em sua rotina, além de fabricar instrumentos de ossos, e de pedra lascada (resultado de choques, com extremidades pontiagudas) para a extração de raízes, e abate de animais.

Atividades do livro didático: Interpretação do texto, página 38:

1) Resposta pessoal.

2) Na pintura há um animal cercado de pessoas que utilizam arco e flecha e por animais que se assemelham a cães. Tudo indica que se trata de uma cena de caça.

3) É possível concluir que criavam animais domésticos, que caçavam e que fabricavam e utilizavam e arco e flecha.

Na página 48:

1) Afirmativas corretas: a e c. Correções: b) Muitos grupos humanos praticaram a caça e a coleta simultaneamente com a agricultura; d) A produção de excedentes está relacionada ao desenvolvimento de técnicas para aumentar produtividade agrícola.

2) Sugestão de resposta: Sedentarismo, desenvolvimento de ferramentas de pedra polida, exploração de formas selvagens de plantas, observação da germinação, mudanças na organização dos grupos humanos.

3) A produção de excedentes de alimentos permitiu que algumas pessoas pudessem ser liberadas das atividades agrícolas e passassem a exercer funções diferentes na sociedade, como a de soldado, tecelão. Assim, a existência de excedentes agrícolas tornou possível a divisão social do trabalho.

Conteúdo do período de 20/05 a 06/06/21.

A formação das primeiras civilizações: Mesopotâmia.

Em primeiro lugar, foi na região da antiga Suméria, na Mesopotâmia, que surgiram as primeiras civilizações, como Ur, Uruk e Nipur. Por volta do quarto milênio antes de Cristo os povos sumérios e acádios começaram a dominar uma região pantanosa da Mesopotâmia. As primeiras civilizações começaram a surgir quando o homem viu a necessidade de uma vida sedentária, quando o homem conheceu a agricultura. Basicamente, por volta de 4000 a.C., as primeiras civilizações nasceram em volta de grandes rios, Tigres e Eufrates, na região chamada de Mesopotâmia. Além disso, o rio Nilo, no Egito e o Indo, na Índia. Por fim, o Amarelo, na China. Mesopotâmia, recebeu esse nome dos gregos, esse território "entre rios" pertence ao Iraque e ao Kuwait. Essa região foi berço das primeiras civilizações devido sua terra fértil. Em essência, os rios traziam grandes fertilizantes para a agricultura.  

As primeiras civilizações na Mesopotâmia.

Podemos citar como os povos mesopotâmicos os sumérios, babilônicos, hititas, assírios e caldeus. Além disso, esses são considerados os pioneiros das primeiras civilizações da humanidade. Esses povos se desenvolveram onde as terras da região eram férteis, boas para a lavoura, e, no mapa, a região tem a forma de uma lua crescente. Ocupando uma área que vai do golfo Pérsico até o vale do rio Nilo, o Crescente Fértil abrange os territórios da Palestina e da Mesopotâmia.

Os sumérios (4000 a.C. - 1900 a.C.)

Por volta do quarto milênio antes de Cristo os povos sumérios e acádios começaram a dominar uma região pantanosa da Mesopotâmia, desenvolveram ali, os primeiros núcleos urbanos, as primeiras civilizações. Construindo barragens, diques, reservatórios, foram desenvolvendo a vida nesta região. A organização social, nas primeiras civilizações, era formada por núcleos familiares. Por exemplo, por camponeses, artesãos e pastores. Assim, com o sistema de drenagem, houve uma possibilidade de criação de animais. Assim, os povos sumérios podiam criar porcos, ovelhas, cabras e gado. Sem contar que, poderiam também transportar mercadorias.

A escrita.

Agora, podemos dar destaque para um grande feito desenvolvido por esse povo das primeiras civilizações: a escrita! Aqui nasceu, a chamada, Cuneiforme, esse tipo de escrita era usado para registrar as relações comerciais. Para mais, era um modelo ideológico, o qual os símbolos representavam ideia, durante as primeiras civilizações. Com o passar do tempo, converteram-se em um conjunto de sílabas.

Basicamente, a escrita Cuneiforme foi usada pelos sírios, hebreus e persas. Geralmente, era registrada em uma espécie de argila. Além, do uso de um estilete, com a ponta em formado de cunha, daqui que vem o nome (cuneiforme).

Os impérios da Mesopotâmia. As diversas cidades mesopotâmicas estabeleciam entre si trocas comerciais, acordos políticos e alianças temporárias. Mas, à medida que cresceram economicamente, surgiram disputas por terras e rotas comerciais entre elas. Desse modo, as guerras de conquista tornaram-se frequentes, E, assim, surgiram grandes impérios na região.

 Império Acádio.

Os acádios, povo de origem semita, eram considerados como uma tribo de nômades que circulava pela região do centro da antiga Mesopotâmia até chegarem ao território dominado pelos sumérios indígenas, entre 2550 a.C. e 2300 a.C., onde invadiram terras, provocaram uma guerra, conseguiram o comando e se firmaram líderes.

Os acadianos viviam no norte da Mesopotâmia, enquanto os sumérios viviam na região sul. Eles tinham um governo e uma cultura semelhante a dos sumérios, mas falavam um idioma diferente. O governo era composto de cidades-estados individuais. Cada cidade tinha seu próprio governante, que controlava a cidade e a áreas vizinhas. Inicialmente, essas cidades-estados não estavam unidas e muitas vezes guerreavam entre si.

Por volta de 2.300 a.C., Sargão I, o Grande, chegou ao poder. Ele estabeleceu sua própria cidade chamada Acádia. Quando a poderosa cidade suméria de Uruk atacou sua cidade, ele revidou e finalmente conquistou Uruk. Ele então conquistou todas as cidades-estados sumérias e uniu o norte e o sul da Mesopotâmia sob um único governante

Em 2.100 a.C., a cidade suméria de Ur voltou ao poder conquistando a cidade de Acádia. O Império agora era governado por um rei sumério, mas ainda estava unido. O império ficou mais fraco, no entanto, e acabou sendo conquistado pelos amorreus por volta de 2.000 a.C.

Império Babilônico.

Por volta de 1900 a.C., um novo processo de invasão territorial dizimou a dominação dos sumérios e acádios na região mesopotâmica. Dessa vez, os amoritas, povo oriundo da região sul do deserto árabe, fundaram uma nova civilização que tinha a Babilônia como sua cidade principal. Somente no século XVIII o rei babilônico Hamurábi conseguiu pacificar a região e instituir o Primeiro Império Babilônico. Sob o seu comando, a cidade da Babilônia se transformou em um dos mais prósperos e importantes centros urbanos de toda a Antiguidade.

O rei Hamurábi também foi imprescindível na elaboração do mais antigo código de leis escrito do mundo. O chamado Código de Hamurábi era conhecido por seus vários artigos que tratavam de crimes domésticos, comerciais, o direito de herança, falsas acusações e preservação das propriedades.

A inspiração necessária para que esse conjunto de leis escritas fosse elaborado repousa na antiga Lei de Talião, que privilegia o princípio do "olho por olho, dente por dente". Apesar desta influência, as distinções presentes na sociedade babilônica também eram levadas em consideração. Com isso, o rigor das punições dirigidas a um escravo não era o mesmo imposto a um comerciante.

Mesmo promovendo tantas conquistas e construindo um Estado bastante organizado, os babilônicos não conseguiram resistir a uma onda de invasões que aconteceu após o governo de Hamurábi. Ao mesmo tempo em que os hititas e cassitas tomavam parcelas do domínio babilônico, outras revoltas que se desenvolviam internamente acabaram abrindo espaço para a hegemonia dos reinos rivais.

Entre os anos de 1300 e 600 a.C., os mesopotâmicos assistiram a dominação assíria, marcada pela violência de sua poderosa engrenagem militar. Por volta de 612 a.C., a sublevação dos povos dominados e a ação invasora dos amoritas e caldeus instituíram o fim do Império Assírio e a organização do Segundo Império Babilônico, também conhecido como Império Neobabilônico.

Nesse novo contexto, podemos destacar a ação do Imperador Nabucodonosor, que reinou entre os anos de 612 e 539 a.C.. Durante o seu governo, a civilização babilônica vivenciou o auge do desenvolvimento arquitetônico, representado pela construção das muralhas que protegiam a cidade, os luxuosos palácios e os Jardins Suspensos da Babilônia, admirado como uma das Sete Maravilhas do Mundo Antigo.

O regime de Nabucodonosor também ficou conhecido pelo estabelecimento de novas conquistas territoriais, entre as quais se destacam a região sul da Palestina e as fronteiras setentrionais do Egito. Após este governo, os domínios babilônicos foram paulatinamente conquistados pelos persas, que eram comandados pelo rei Ciro I.

Atividades propostas:

1) A região denominada Mesopotâmia ficava entre os rios

a) Nilo e Ganges
b) Tigre e Eufrates
c) Nilo e Tigre
d) Ganges e Eufrates

2) Alguns povos que fizeram parte da civilização Mesopotâmica são

a) sumérios e acádios
b) gregos e romanos
c) gregos e egípcios
d) sumérios e romanos

3) O nome da região que deu origem a várias civilizações da Antiguidade e possuía uma terra fecunda era

a) Jardins da Babilônia
b) Foz do rio Nilo
c) Acádia Babilônica
d) Crescente Fértil

4)Hamurabi, o mais importante rei da Babilônia, organizou o chamado Código de Hamurabi, que era

a) um código de leis escritas
b) uma reunião de conselhos para o povo
c) um livro sagrado
d) uma assembleia

5)A mais antiga língua escrita, chamada de escrita cuneiforme, foi desenvolvida cerca de 3000 a.C. pelos

a) Fenícios
b) Sumérios
c) Acádios
d) Babilônios

Atividades propostas do livro didático, capítulo 6 - A terra entre rios: faça a leitura das páginas 70 a 74, em seguida realize as atividades da página 79 - 1, 2, e 3, copiando e respondendo no caderno.