7º anos. Profª Luciane Gotardo. História: Povos pré-colombianos - Incas, Maias e Tupis.

19/07/2021

Olá queridos alunos! Como é bom mantermos nosso aprendizagem, mesmo que neste sistema remoto, com muita esperança que estamos próximos do fim desta pandemia. Retornamos agora depois deste recesso, com muito entusiasmo e coragem para continuar neste segundo semestre. Vamos conhecer um pouco dos povos que viveram aqui na América antes de Colombo chegar! 

Correção das atividades propostas de 21/06 a 05/07/21. Povos pré-colombianos: Astecas.

1)A civilização asteca tinha por centro a região que hoje corresponde: a) ao México;

2) A chinampa, utilizada pelos astecas, pode ser definida como: c) prática de cultivo agrícola.

3) Os Astecas construíram sua grande capital em um lago e formaram todo o seu império ao redor dela. Qual era a capital do Império Asteca? b) Tenochtitlán

4) A conquista dos astecas ocorreu a partir da chegada dos espanhóis na região em 1519. Após meses de conflitos, os espanhóis invadiram a cidade de Tenochtitlán em 1521, pondo fim ao Império Asteca. Os espanhóis foram liderados por: b) Hernán Cortés

Atividade do livro didático da página 79, números 2, 3, 4 e 5.

Correção: 2) a) Conforme o texto 1, a região do México central era ocupada por diversas cidades e Estados independentes, os quais só passaram a construir parte doe um Estado centralizado a partir do século XV.

b) Os astecas estabeleceram um regime imperial na região, anexando os territórios e dominando os povos que lá viviam.

c) Os pontos de vista são divergentes. O autor do texto 1 apresenta a formação do Império Asteca por meio da união e da absorção da cultura dos dominados. O texto 2 enfatiza a dominação e a cobrança de impostos sobre os povos subjugados.

3) A agricultura era a principal atividades econômica dos astecas.

4) A guerra teve papel fundamental para o Império Asteca, porque foi por meio dela que se formou e pôde se expandir. Além disso, a guerra possibilitou a cobrança de tributos dos povos dominados.

5) A capital asteca foi construída em uma pequena ilha do lago Texcoco. Para evitar inundações, os astecas construíram diques e barragens. Também construíram aquedutos para conduzir água potável para a população, já que a água do lago era salgada. Além disso, os astecas criaram os terraços sobre a água dos lagos, chamadas chinampas, que ampliavam as áreas cultiváveis por meio de canteiros flutuantes.

CONTEÚDO DO PERÍODO DE 06/07 a 31/07/21 - Povos Pré- Colombianos: Incas, Maias e Tupis.

Os Incas. Os incas foram uma importante civilização pré-colombiana que desenvolveu um vasto império na região andina. O Império Inca estendia-se por territórios que atualmente correspondem à parte da Colômbia até o norte do Chile e Argentina. O Império Inca foi o maior império da América pré-colombiana. O centro administrativo, político e militar do império ficava na cidade de Cusco. A civilização inca surgiu nas terras altas do Peru em algum momento do início do século XIII.

A sociedade inca era dividida em classes sociais. O topo era ocupado pelo imperador, chamado de Sapa Inca, considerado uma emanação do deus Inti. O imperador tinha controle sobre a vida das pessoas, e pouquíssimos tinham direito de ver seu rosto. Além disso, era adorado por seus súditos. Abaixo estava a nobreza, responsável direta por ocupar os cargos administrativos do império. O restante da sociedade inca era composta por comerciantes e por homens comuns. A agricultura era a base da sociedade inca e, a partir dela, eram produzidos os alimentos básicos consumidos por esse povo. O milho e a batata eram a base da alimentação inca, mas outros itens agrícolas também eram produzidos em grande quantidade, como quinoa e pimenta. A dieta dos incas também incluía carne de cervos e de peixes, por exemplo. A prosperidade da agricultura inca era garantida por uma técnica conhecida como curvas de nível. A produção agrícola dos incas era realizada no ayllus, unidade social que agrupava um conjunto de pessoas que tinham a obrigação de cultivar e tirar seu sustento desse pedaço de terra. O chefe de cada ayllu era nomeado pelo imperador e era conhecido como curaca. Praticavam o comércio e realizavam entre si trocas de mercadorias. Uma vez por ano, todo trabalhador deveria dedicar seu tempo realizando um trabalho compulsório para o imperador. Isso era conhecido como mita.

Decadência dos incas

A decadência dos incas está diretamente relacionada com a chegada dos espanhóis ao continente americano. Os espanhóis chegaram à região andina em 1531 e encontraram as terras incas divididas por uma guerra civil realizada entre Huáscar e Atahualpa, filhos do último imperador Huayna Capac. Ambos travaram uma disputa pelo poder do império, e essa guerra teve grande responsabilidade no enfraquecimento inca. Atahualpa venceu uma grande batalha disputada em Quito, aprisionando seu irmão. Logo em seguida, foi emboscado por Francisco Pizarro, conquistador espanhol.

Machu Picchu é um dos principais sítios com ruínas do Império Inca.

Maias. Ocupavam uma enorme região, onde estão atualmente a Guatemala, parte de Honduras, El Salvador e México. A antiga cultura maia durou mais de 1000 anos. Viviam em cidades-Estado, nessas cidades as grandes construções demonstravam o poder dos governantes para reunir um elevado número de trabalhadores, na verdade esses trabalhadores eram obrigados a trabalhar nessas construções, o que demonstra que existia uma desigualdade social entre os Maias. Tiveram seu auge durante o período de 250 d.C. a 900 d. C, conhecido como Período Clássico. Os maias são conhecidos por terem tido uma das mais sofisticadas civilizações pré-colombianas. sobre a religião maia é que eles acreditavam em mais de um deus, portanto, eram politeístas. Eles, assim como outros povos mesoamericanos, consideravam que os seus deuses habitavam em um local chamado Tamoanchan, um paraíso mitológico. Esse povo acreditava que os acontecimentos do mundo natural eram regidos por forças espirituais e pelo poder dos ancestrais. 

Decadência dos maias. A civilização maia viveu seu auge durante o período entre 250 d.C. e 900 d.C. A falta de alimentos resultante da superpopulação e do esgotamento da terra, desastres naturais, doenças, além das guerras. Durante o enfraquecimento da civilização maia, alguns locais perderam, de maneira drástica, um grande número de habitantes. Essas pessoas mudaram-se para outros locais da Mesoamérica em busca de melhores condições para viver. Com isso, grande parte das cidades maias foram abandonadas e, quando os europeus chegaram à Mesoamérica, encontraram essas cidades total ou parcialmente vazias.

A cultura maia por inúmeros motivos os maias são chamados de "Gregos do Novo Mundo". Assim como os gregos antigos, os maias nunca formaram um Estado unificado. Além disso, o grande desenvolvimento artístico e científico fez com que os maias fossem comparados aquele povo antigo europeu. A arquitetura das grandes cidades maias conta com grandes templos, palácios e pirâmides em degraus. Apesar de essas construções conterem uma série de imperfeições (como paredes tortas, ângulos nem sempre corretos), o efeito que causa a sua grandiosidade serve aos seus propósitos: deixar o visitante pasmo com o poder do povo que ali habitava.

Primeira população do Brasil. Os índios brasileiros foram os primeiros povos a habitarem o país. Quando os colonizadores portugueses chegaram na Ilha de Vera Cruz logo descobriram a população indígena habitando o litoral. O termo índio foi dado pelos próprios colonizadores. Ao chegarem no Brasil os portugueses e Cristóvão Colombo estavam convictos de que haviam entrado no continente asiático e que o país descoberto era a Índia. Inicialmente, o contato existente entre os índios brasileiros e os "brancos" acontecia por meio da troca de produtos (escambo). Em troca de roupas, comidas e ferramentas os índios ofereciam a mão de obra. O preparo da madeira do pau-brasil para o embarque é exemplo de como funcionava o fluxo de trabalho.

Povos Indígenas

Além de grandes personagens da História do Brasil, os índios brasileiros pertencem aos seguintes grupos linguísticos: Tupi, Macro-Jê, Aruak e Karib. No entanto, embora a língua falada seja diferente entre os grupos, os índios brasileiros são unidos e respeitam uns aos outros, mantendo as mesmas crenças e costumes.

A partir da classificação linguística tradicional eles se dividem em diferentes etnias. As principais são: Guaranis, Ticunas, Caingangues, Macuxis, Terenas, Guajajaras, Ianomâmi, Xavantes, Pataxós e Potiguara, Tupis, Tapuias, Nuruaque e Caraíba.

A cultura indígena engloba a língua, a organização social e política, seus rituais, seus mitos, arte, habitação, cosmologia e forma de relacionar-se com o meio ambiente.

Religião. Os índios brasileiros são politeístas, mas sua maneira de relacionar-se com a religião mudou drasticamente com a influência da colonização, de orientação católica e monoteísta. Acreditavam nas forças da natureza, na divindade de animais, de plantas e do próprio homem interagindo com todos os elementos. Pela tradição oral repassavam os costumes e as orientações para os rituais de vida e de morte. A característica comum dos povos indígenas brasileiros no que tange à religião é o xamanismo. É o xamã o responsável pela condução dos rituais. Entre os povos tupi-guarani, o xamã é denominado pajé, a pessoa que lida com as conexões entre seres vivos, a natureza, humanos vivos e mortos.

Modo de Vida. A maioria dos índios do Brasil mantinha a tradição de coletar e caçar o alimento. A agricultura era aplicada de modo apenas rudimentar e alguns pequenos animais eram domesticados, como a capivara. Em sua organização social eram poligâmicos, em sua maioria. A situação mudou com a colonização por conta do pensamento religioso católico. Viviam e muitos ainda vivem em comunidade. As habitações podem ser coletivas ou individuais, dependendo do povo. A disposição mais conhecida é a circular, com espaço central para o desenvolvimento de rituais e festas.

Habitações são dispostas em círculo e o centro abriga rituais e festas

Atividades propostas:

1)Os incas foram povos que se desenvolveram em qual destes continentes?

a) Ásia.                          b) América.
c) África.                       d) Europa.

2- Qual era a religião seguida pelos incas?

a) Os incas eram monoteístas, ou seja, cultuavam vários deuses.
b) Os incas eram politeístas, ou seja, cultuavam somente um deus.
c) Os incas eram politeístas, ou seja, cultuavam vários deuses.
d) Os incas eram monoteístas, ou seja, cultuavam somente um deus.

3)A cultura maia, uma das mais importantes do mundo pré-colombiano, floresceu na região que hoje corresponde ao(s):

a) Uruguai, Argentina e sul do Chile.                           b) Paraguai e Bolívia.

c) Brasil e Venezuela.             d) norte de Guatemala, Belize, parte de El Salvador, Honduras e sudeste do México.

4)Eram características dos indígenas nativos do Brasil na chegada dos portugueses, em 1500:

a) a obtenção de recursos baseada na coleta, caça e agricultura.

b) a existência de apenas um idioma comum a todas as tribos.

c) a existência de grandes cidades, como a dos astecas.

d) a ausência de artesanato.

Atividades do livro didático, capítulo 7 - Incas; fazer a leitura das páginas 80 a 88 e depois faça as atividades da página 89 - números 2, 3 e 4. Estamos vivendo o momento dos jogos olímpicos,  vamos fazer uma pesquisa sobre este assunto, como você conseguir, pode ser um comentário de uma reportagem, um desenho do mascote, assim que realizar me envie fotos pelo celular (27) 999840297. Obrigada profª Luciane!!