8º Ano - Geografia - Professora: Iris -Espaço Geográfico e geopolítica mundial - semana 15 à 26/03.

26/02/2021

Oláaaaaaaaaaaa......lindezas de tia Iris. Saudadessssssss........

Como vocês estão? Espero que bem? Mais um ano se inicia e conto com todos para essa nossa nova jornada, sempre se protegendo.

Agora as atividade do blog é só para quem optou pelo remoto. Ou seja, não vai na escola.

Segue a nossa atividade ,pois todos agora tem o livro didático. Favor copiar no seu caderno as páginas 12,14,15 e a tabela da página 16. Junto com essas atividades do blog.

Tenha uma boa semana, qualquer dúvida podem entrar em contato comigo pelo watzap que responderei. Irei avaliar pelo caderno também.

O espaço geográfico é o meio utilizado e transformado pelas atividades humanas. Em termos gerais, ele se difere do espaço natural, em função do fato de o último não sofrer diretamente as consequências das práticas econômicas, sociais, culturais e cotidianas presentes nas sociedades e envolvendo tanto o meio rural quanto o meio urbano.

Na verdade, existem vários conceitos de espaço geográfico, variando conforme a abordagem e a corrente de pensamento empregada. Em alguns casos, ele é visto como um "receptáculo", um palco das atividades humanas; em outros, ele é concebido como uma conjunção de elementos da natureza, sendo também conceituado como reflexo e condicionante das práticas sociais.

Milton Santos, em seu livro A Natureza do Espaço, afirma que "o espaço é formado por um conjunto indissociável, solidário e também contraditório de sistemas de objetos e sistemas de ações, não considerados isoladamente, mas como o quadro único no qual a história se dá"[1]. Sendo formado por objetos e por ações, ele se insere e se estrutura a partir da lógica de produção, em que objetos naturais propiciam um espaço natural que, por meio das técnicas, transforma-se em objetos tecnológicos que modificam e são modificados pelo meio.

Sendo assim, o espaço geográfico constrói-se a partir da transformação dos elementos naturais pelas práticas antrópicas. Por isso, ele guarda consigo as marcas históricas das civilizações e suas transformações ao longo do tempo, haja vista que novas construções e reconstruções estão sempre acontecendo, porém não de forma igualitária ao longo da extensão das sociedades.

É importante, porém, que não se confunda o conceito de espaço geográfico com o de paisagem. Afinal, as paisagens também se diferenciam entre as naturais e as geográficas, pois elas formam a expressão externa do espaço. Basicamente, podemos entender que a paisagem é o espaço apreendido pelos nossos sentidos (visão, olfato, tato, audição e paladar).

Além da paisagem, outro conceito que também é relevante para a compreensão do espaço é o de território. Esse, por sua vez, também possui várias definições, sendo a mais empregada aquela que se refere às relações de poder. Assim, o território é visto, grosso modo, como uma porção do espaço delimitada pela propriedade ou pelo exercício de um determinado poder ou soberania. A exemplo do território do Brasil, do qual o Estado brasileiro é soberano, ou o território dos traficantes, em que cada área é considerada o domínio de um determinado indivíduo.

Outra importante noção, nesse contexto, é a de região. Essa, em linhas gerais, pode ser compreendida como uma divisão ou delimitação do espaço geográfico realizada a partir de um critério previamente estabelecido. Por exemplo, podemos dividir a área de uma cidade em diferentes regiões a partir do nível médio de renda da população de cada setor, o que permitiria uma melhor compreensão de cada lugar e o estabelecimento de políticas públicas específicas para cada região.

Por fim, podemos destacar, a partir da compreensão do espaço geográfico, o conceito de lugar. Esse é entendido, em uma análise mais compreensiva da realidade, como o espaço percebido pelos indivíduos, com destaque para uma relação de afetividade, identidade e pertencimento. Por exemplo: a casa onde eu moro, a fazenda onde passei a infância, o parque de diversões que sempre frequentei, o meu bairro, entre outros.

Portanto, podemos perceber que a compreensão do espaço é uma questão ao mesmo tempo complexa e importante, cabendo à Geografia o estabelecimento de métodos científicos de sistematização e análise. Vale lembrar que as definições apresentadas acima não necessariamente representam a opinião de todos os geógrafos, sendo apenas as conceituações mais aceitas ou utilizadas, havendo, nesse ínterim, vários debates, contestações e sínteses.

Atividade

1) O que importa é que os geógrafos conceberam, na construção da Geografia, uma análise de conjunção do natural e do humano, transformando o ___________________ em um conceito que expressa a articulação natureza e sociedade, ou seja, constituíram um objeto de interface entre as ciências naturais e as ciências sociais.

SUERTEGARAY, Dirce Maria Antunes. Notas sobre epistemologia da Geografia. Cadernos Geográficos, n. 12. Florianópolis: GCN/CFH/UFSC, mai./2005.

2)O conceito que completa adequadamente a lacuna acima é:

A) espaço geográfico.

B) lugar.

C) paisagem.

D) região.

E) território.

3)O conceito de espaço geográfico varia conforme a abordagem realizada. Mas, em geral, refere-se à materialização da relação entre o homem e o meio.

PENA, Rodolfo F. Alves. "Espaço Geográfico"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/espaco-geografico.htm. Acesso em 6 de fevereiro de 2021.

A partir da informação acima, pode-se afirmar que o espaço geográfico é o objeto de estudo de qual ciência?

A) Climatologia.

B) Geologia.

C) Geomorfologia.

D) Geografia.

E). Geopolítica.

4) A partir da concepção de espaço e do entendimento que o espaço geográfico é fruto da relação entre a natureza e a sociedade, um exemplo de espaço geográfico que NÃO sofreu uma ação direta do ser humano é:

A) um rio utilizado para a geração de energia.

B) uma floresta totalmente conservada.

C) uma cidade altamente sustentável.

D) uma zona rural pouco habitada.

E) uma área de exploração de minérios.

5)A partir da concepção de espaço e do entendimento que o espaço geográfico é fruto da relação entre a natureza e a sociedade, um exemplo de espaço geográfico que NÃO sofreu uma ação direta do ser humano é:

A) um rio utilizado para a geração de energia.

B) uma floresta totalmente conservada.

C) uma cidade altamente sustentável.

D) uma zona rural pouco habitada.

E) uma área de exploração de minérios.

6)Espaço geográfico é formado por um conjunto indissociável, solidário e também contraditório de sistemas de objetos e sistemas de ações, não considerados isoladamente, mas como um quadro único no qual a história se dá. No começo era a natureza selvagem, formada por objetos naturais, que ao longo da história vão sendo substituídos por objetos fabricados, objetos técnicos, mecanizados e, depois, cibernéticos, fazendo com que a natureza artificial tenda a funcionar como uma máquina.

SANTOS, M. A Natureza do Espaço. Técnica e Tempo. Razão e Emoção. 2º Edição. São Paulo: Editora Hucitec, l997.

O texto acima indica que o conceito de espaço geográfico está relacionado ao

A) processo de modificação da natureza por meio das atividades produtivas realizadas pelo homem.

B) papel das empresas na transformação de bens primários em produtos de alto valor agregado.

C) emprego de técnicas rudimentares de produção na fabricação de bens tecnológicos.

D) protagonismo do Estado no controle das atividades de produção desenvolvidas pelo homem.

E) sistema de produção capitalista empregado na maior parte dos países do globo.

7) Nas sociedades primitivas o espaço é afetivamente valorizado em razão de crenças que conferem especificidades a cada parte do espaço.

CASTRO, I. E. de; GOMES, P. C. da C.; CORRÊA, R. L. (Orgs.). Geografia: conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001.

A frase acima indica a concepção de espaço adotada em uma vertente de estudos da Geografia, chamada de:

A) Geografia Física.

B) Geografia Humanística.

C) Geografia Determinista.

D) Geografia Econômica.

E) Geografia Política.

8)Esta concepção de espaço marca profundamente os geógrafos que, a partir da década de 1970, adotaram o materialismo histórico dialético como paradigma. O espaço é concebido como lócus da reprodução das relações sociais de produção, isto é, reprodução da sociedade.

CASTRO, I. E. de; GOMES, P. C. da C.; CORRÊA, R. L. (Orgs.). Geografia: conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001.

A concepção apresentada no texto está relacionada ao conceito de espaço geográfico empregado na

A) Geografia Crítica.

B) Geografia Cultural.

C) Geografia