Ciências - Ecossistema Aquáticos - Semana 20/05 à 06/06 - Professora Lorena

20/05/2021

Dando continuidade ao nosso estudo sobre o Ecossistema Brasileiro, gostaria que abrissem o livro didático na página 39, Zona Costeira. Realize a leitura, observe bem as ilustrações, e faça comparações com as paisagens que você já contemplou, afinal temos o privilegio de observar essas paisagens aqui mesmo em Guarapari.

Durante a leitura, aproveite pra aprender como diferenciar uma paisagem de restinga, de costão rochoso e manguezais. Terminando essa leitura na página 41, gostaria que respondesse no caderno a atividade 1 e 2 da mesma página.

Continuando nosso estudo, leiam as páginas 41 e 42 do livro, onde fala do Ecossistema aquáticos.

Ecossistemas Brasileiros

Zona Costeira

Zona costeira corresponde a região de transição entre terra e mar. No Brasil essa zona é grande e é afetada pela ação das marés. É muito rica em diferentes tipos de ecossistemas, como costões rochosos, praias, dunas, restingas e manguezais.

Restingas

São formadas por vegetação que vive sobre influência direta do mar, exposta aos respingos da água salgada e a elevada salinidade do solo. Perto da praia, as plantas são rasteiras e ajudam a proteger e conservar o solo. Em locais um pouco mais afastados da praia, a vegetação de restinga apresenta maior diversidade de espécie, com arbustos, algumas árvores de pequeno porte, bromélias e orquídeas. Muitos animais vivem nas restingas.

As áreas de restinga são muito afetadas pela ação humana, em razão do grande interesse comercial na construção de imóveis perto das praias. Essa devastação gera desequilíbrios em outros ecossistemas

que interagem com a restinga, como os manguezais e as praias. Dunas de areia podem se desestabilizar com a retirada da vegetação, e o nível da umidade na região se altera. Existem leis brasileiras que visam proteger as áreas de restinga, exigindo avaliações de impacto ambiental antes de uma área costeira ser liberada para construção de casas e hotéis.

Costão Rochoso

É formado por rochas situadas na transição entre o ambiente terrestre e o aquático. São vários os organismos que vivem associados aos costões. Podemos observar nesses ambientes vários tipos de algas e esponjas, além de mexilhões, ostras, cracas, anêmonas e corais.

Manguezais

Distribuem-se pela região litorânea do pais. Eles ocorrem em estuários, regiões onde os rios se encontram com o mar, por isso, sofrem influência das marés: na maré alta, a agua invade os manguezais; na mare baixa, recua para o mar, expondo o solo, geralmente lamacento.

Nos manguezais o solo é pobre em gás oxigênio. As plantas típicas desse ecossistema apresentam raízes com modificações que permitem a obtenção de gás oxigênio do ar. Há também plantas que apresentam ramos que partem do caule em direção ao solo, penetrando nele e auxiliando em sua fixação. Os manguezais são extremamente importantes, pois constituem locais utilizando por grande número de animais marinhos para reprodução. Também são um fonte de sustento para muitas famílias no Brasil, as quais vivem da coleta de caranguejo entre as raízes da vegetação do mangue.

Atividade

Responda no seu caderno a atividade da página 41, 1 e 2.

Ecossistemas Aquáticos

As mares e os oceanos são ecossistemas de água salgada; os lagos, os córregos e o riscos, ecossistemas de água doce.

Os oceanos cobrem cerca de 70% da superfície da terra, constituindo o maior ambiente natural do planeta. Quando comparados ao ambiente terrestre, os oceanos apresentam maior variação dos fatores abióticos, sendo os mais importantes: temperatura, salinidade, penetração de luz e disponibilidade de nutrientes mineiras, além das correntes e marés.

Em regiões próximas a costa, a salinidade da água do mar pode ser menor e mais variável do que regiões de mar aberto, devido a influencia dos rios e das chuvas.

Com base na penetração de luz nos oceanos, é possível distinguir duas zonas principais:

Zona Fótica - iluminada e rica em algas que realizam fotossíntese e em animais; estende-se até cerca de 200 metros de profundidade.

Zona Afótica - caracteriza-se pela ausência total de luz.

Os ecossistemas de água doce podem ser divididos em lagos, lagoas e poças, caracterizados por água sem correnteza, e rios, que tem água em movimento, com correnteza. A presença ou ausência de correnteza nesses ambientes é muito importante para os organismos que neles vivem, uma vez que a correnteza altera a oxigenação da água e a disponibilidade de nutrientes.

Três tipos de comunidades de organismos com base no modo de vida:

- Plâncton - organismos que vivem em suspensão na água, apesar de terem movimento são incapazes de vencer a correnteza. Fitoplâncton - algas microscópicas que fazem fotossíntese. Responsáveis pela maior parte do gás oxigênio da natureza. Zooplâncton - organismos que não realizam fotossíntese.

- Nécton - organismos que de deslocam e vencem a força das correntezas como peixes, baleias e golfinhos.

- Bentos - organismos que vivem associados ao substrato: podem ser sésseis quando vivem fixos a rochas ou enterrados na areia como cracas e mexilhões ou vágeis quando se deslocam sobre o fundo como caranguejos e estrelas do mar.

Atividades ( copiem as perguntas e resposta correta no caderno)

1 Marque a alternativa incorreta:

a) Nos ecossistemas, os organismos interagem com outros.

b) Nos ecossistemas, ocorrem relações ecológicas.

c) Nos ecossistemas, os organismos não interagem com fatores físicos.

d) Recifes de coral são exemplos de ecossistemas aquáticos.

e) Nos ecossistemas, o fluxo de energia possui apenas uma direção.

2 O Manguezal é um ecossistema costeiro que ocorre entre os ambientes terrestre e marítimo, característico de regiões tropicais e subtropicais, sujeito à inundação das marés. O manguezal se enquadra no conceito de ecossistema por:

a) Possuir fluxo de energia bidirecional.

b) Ser um sistema fechado e autossuficiente.

c) Reunir os organismos em um único nível trófico.

d) Impedir movimentos de imigração e emigração de organismos.

e) Compreender ciclos de materiais entre os componentes bióticos e abióticos.

3 Acerca dos ecossistemas aquáticos, foram feitas as afirmativas abaixo. Identifique com V a(s) verdadeira(s) e com F a(s) falsa(s):

( ) Nos rios, a riqueza de organismos planctônicos é maior do que nos lagos.

( ) Nos mares, a maior diversidade de espécies de vida livre, como os peixes, encontra-se no domínio bentônico.

( ) Nos mares, a zona hadal, com biodiversidade pouco conhecida, é também a mais profunda.

( ) Nos lagos e lagoas, o zooplâncton é formado, principalmente, por protozoários, microcrustáceos e larvas de diversos organismos.

( ) Nos mares, a maior biomassa de fitoplâncton ocorre na zona litoral.

https://www.youtube.com/watch?v=eJKrX0OXFCg&list=PLNM2T4DNzmq71YnFuVJePi8FTiKc9WtCu&index=25&t=25s

O que é Mangue?

Muitos confundem Manguezal com Mangue. O Mangue é uma espécie de árvore que tem o Manguezal como habitat natural. É importante falar que a vegetação do Manguezal varia muito de região para região, já que ele existe em vários lugares. Os três fatores para determinar o que nascerá no Manguezal de uma região específica são:

  • Salinidade
  • pH
  • Teor de matéria orgânica

Manguezal no Brasil

Os maiores manguezais brasileiros ficam entre a desembocadura do rio Oiapoque e o Golfão Maranhense, separando o mar da terra como já foi dito que os manguezais fazem. 15% dos manguezais do mundo se encontram no Brasil atualmente. Já teve muito mais, porém tiveram que dar lugar a portos, lotes e rodovias costeiras.

No Brasil, os tipos de Mangue são:

  • Mangue Vermelho (Rhizophora mangle)

Possui raízes aéreas (raízes que saem de várias alturas do caule) e usam o solo como sustentação. Seu caule é cheio de buracos e através deles é feita a troca de gases desse mangue.

  • Mangue Preto ou Seriba (Avicennia schaueriana)

Possui ramificações verticais que recolhem oxigênio do ar. Esse mangue normalmente é mais numeroso que os demais.

  • Mangue Branco (Laguncularia racemosa)

Semelhante ao preto, porém menos numeroso. Ele se desenvolve em áreas mais altas e de solo mais firme. Esse mangue é muito importante pois é o único exclusivo do Brasil. Ele é típico do Arquipélago de Fernando Noronha, o único da Baía do Sueste.

Fauna do Manguezal

A fauna do Manguezal é diversificada. Esse bioma possui espécies de absolutamente todos os nichos ecológicos vivendo em seus domínios. Esse é um dos principais motivos para ele ser tratado como área de preservação permanente, mesmo que ainda seja destruído pela poluição.

O Manguezal recebeu o apelido de berçário natural, porque ele oferece as condições de vida perfeitas para o desenvolvimento. Prova disso é que muitas espécies de animais nascem e morrem no manguezal, já outras apenas passam uma fase da vida lá.

Além de condições ideais para reprodução, eclosão, criadouro e abrigo, no Manguezal também são encontrados representantes de todos os elos da cadeia alimentar.

Flora do Manguezal

A biodiversidade da flora do manguezal já não é tão grande. A pouca oxigenação e os solos úmidos e lodosos com alta concentração de sal e muito instável dificulta a existência de uma variedade muito grande de plantas, apesar de ser rico em nutrientes.

Os próprios mangues são obrigados a se adaptar às condições para sobreviver. Como o solo é pobre em oxigênio e o bioma está constantemente inundado, as raízes dos mangues precisam sair da terra para buscar oxigênio. Por isso são chamadas de aéreas.

O excesso de sal é eliminado através de glândulas de folhas específicas dos mangues. Outra característica é a viviparidade. Isto é, as sementes de mangues se mantém fixas à planta mãe até que absorvam nutrientes suficientes para se desprender e achar um novo lugar para sua nova fixação.

Por que o Manguezal é importante?

Os Manguezais são extremamente importantes pois eles servem como exportadores de matéria orgânica para estuários, além de estarem entre os ecossistemas mais férteis do mundo.

Ele também tem uma forte relevância econômica já que as comunidades costeiras tiram a maior parte do seu alimento de pescas nas águas do manguezal. Além disso, as pessoas usam a madeira dos mangues para construir suas casas e jangadas.

As raízes filtram as águas da região e servem de banco genético para áreas degradadas. Os manguezais ainda amortecem o impacto da maré e contém o sedimentos trazidos, evitando assoreamento das praias.

Problemas ambientais do Manguezal

  • Aterro e desmatamento
  • Queimadas
  • Dragagens
  • Construções de marinas
  • Aterro de manguezais para dar lugar a portos, estradas, agricultura, carcinicultura estuarina (criação de camarões), invasões urbanas e industriais
  • Derramamento de petróleo
  • Lançamento de esgotos, lixo, poluentes industriais, agrotóxicos
  • Pesca predatória, onde é muito comum a captura do caranguejo-ucá durante a época de reprodução, ou seja, nas "andadas", quando torna-se presa fácil
  • Fragmentação deste habitat para conversão destas áreas em carcinicultura
  • Ocupações humanas não reguladas
  • Destruição do mangue para criação de áreas destinadas ao turismo

Técnicas de exploração sustentável do Manguezal

  • Pesca esportiva ou de subsistência
  • Utilização das madeiras com reflorestação
  • Cultivo de ostras e organismos aquáticos em geral
  • Cultivo de plantas ornamentais como orquídeas e bromélias
  • Criação de abelhas
  • Atividades turísticas e de pesquisa científica, com respeito aos ciclos naturais

Curiosidades sobre o Manguezal

  • Tabatingas são panelas feitas com o barro proveniente dos manguezais.
  • Três quartos de todos os peixes tropicais nascem lá.
  • Os recifes de corais dependem deles para filtrar sedimentos.
  • Manguezais estão entre os mais importantes ecossistemas do planeta.

Exercícios sobre o Manguezal (Copiem as atividades e as respostas corretas no caderno)

1. "Estou enfiado na lama  É um bairro sujo   Onde os urubus têm casas   E eu não tenho asasMas estou aqui em    minha casa   Onde os urubus têm asas   Vou pintando, segurando as paredes do  mangue do meu quintal..."

Manguetown, Chico Science.

Os mangues estendem-se desde o Amapá até Santa Catarina. Esse ecossistema

I. desenvolve-se nos litorais protegidos de ondas e na desembocadura de rios.

II. apresenta somente plantas adaptadas ao excesso de luminosidade.

III. tem solo salino, pelo alagamento durante a maré cheia.

IV. é área de procriação de várias espécies pela alta porcentagem de matéria orgânica.

V. sofre degradação pela instalação de indústrias e pela urbanização.

Está correto apenas o que se afirma em

a) I, II e III.

b) I, III, IV e V.

c) I, III e V.

d) II, III, IV e V.

e) III, IV e V.

2. Assinale a alternativa que corresponde ao ecossistema fluviomarinho, muito rico em biodiversidade.

a) matas ciliares

b) dunas fixas

c) manguezais

d) plataforma continental

3. Manguezal ameaçado - A construção de um aterro às margens da Linha Vermelha pode ameaçar uma das últimas áreas de manguezal da Baía de Guanabara (...)

JORNAL do Brasil, 10 set. 1999.

Os constantes aterros e os despejos de esgoto residencial e industrial são as maiores ameaças aos manguezais cariocas. Quanto à importância desse ecossistema, é correto afirmar que:

a) são verdadeiros berçários da vida marinha, pois muitos peixes e crustáceos têm, nos manguezais, o estágio inicial de sua cadeia alimentar.

b) servem de proteção às áreas de restinga, pois diminuem os processos de sedimentação marinha.

c) constituem essenciais fornecedores de enxofre para a atividade petroquímica do estado do Rio de Janeiro.

d) desempenham a função de catalisadores de oxigênio para a formação dos bancos de coral.

e) possuem uma vegetação rica em madeira de lei, muito utilizada na fabricação de móveis.

4. O manguezal é um dos mais ricos ambientes do planeta, possui uma grande concentração de vida, sustentada por nutrientes trazidos dos rios e das folhas que caem das árvores. Por causa da quantidade de sedimentos - restos de plantas e outros organismos - misturados à água salgada, o solo dos manguezais tem aparência de lama, mas dele resulta uma floresta exuberante capaz de sobreviver naquele solo lodoso e salgado.

NASCIMENTO, M. S. V. Disponível em: https://chc.cienciahoje.uol.com.br. Acesso em: 3 ago. 2011.

Para viverem em ambiente tão peculiar, as plantas dos manguezais apresentam adaptações, tais como

a) folhas substituídas por espinhos, a fim de reduzir a perda de água para o ambiente.

b) folhas grossas, que caem em períodos frios, a fim de reduzir a atividade metabólica.

c) caules modificados, que armazenam água, a fim de suprir as plantas em períodos de seca

d) raízes desenvolvidas, que penetram profundamente no solo, em busca de água.

e) raízes respiratórias ou pneumatóforos, que afloram do solo e absorvem o oxigênio diretamente do ar.

5. A chegada das novas atividades econômicas, como a criação de caranguejo para o mercado, a geração de energia eólica e o turismo na comunidade Sítio Cumbé, município de Aracati, no estado do Ceará, resultou na destruição de um ecossistema local, com consequências socioambientais para a população ribeirinha, diminuindo, assim, a pesca e a coleta de mariscos.

Assinale a afirmativa CORRETA que indica o ecossistema destruído:

a) Caatinga.

b) Mangue.

c) Floresta de babaçu.

d) Recife de corais.