Ciências - Evolução - Semana 20/05 à 06/06 - Professora Lorena

20/05/2021

Dando continuidade ao estudo do capitulo 2, na página 48, estudaremos A moderna teoria evolutiva. Para facilitar seu entendimento, realize a leitura do texto Um Tucano "disfarçado", página 49, e responda as atividades 1 e 2 da página 50.

Ainda na página 50 do livro, podemos ler sobre a Especiação, processo que ainda acontece nos seres vivos. Continuando a leitura, vamos conhecer o que é um Cladograma.

Nas páginas 51, 52 e 53 o tema é "Os níveis hierárquicos de classificação". Conseguimos aqui classificar os seres vivos de acordo com sua evolução e o seu grau de parentesco, sendo então agrupados em uma mesma categoria taxonômica. REINO - FILO - CLASSE - ORDEM - FAMÍLA - GÊNERO - ESPÊCIE.

Pra fechar o estudo desse capítulo, na página 53, estudamos a Nomenclatura biológica.

Leiam os textos no livro, leiam os textos do blog que já estão resumidos. E copiem e realizem as atividades solicitadas no caderno.

A moderna teoria evolutiva

Atualmente a evolução é considerada um processo que ocorre no nível das populações e que gera a diversidade de vida. Os indivíduos de uma população não são idênticos entre si, mas semelhantes.

Na teoria evolutiva atual, podemos considerar dois conjuntos integrados de fatores: os que geram a diversidade genética e os que atuam sobre a diversidade genética já estabelecida na população.

Entre os fatores geradores da diversidade genética, vamos comentar a mutação e a reprodução sexuada. E entre os fatores que atuam sobre a variabilidade genética já estabelecidas, já comentamos a seleção natural e vamos comentar brevemente o acaso.

A mutação corresponde a modificação dos genes, o que pode causar modificações prejudiciais ou não. As modificações importantes em termos evolutivo são as hereditárias, pois podem ser transmitidas de paz para o seus descendentes ao longo das gerações.

Sobre essa variabilidade genética da população, a atuação da seleção natural. Aqueles indivíduos com variações mais vantajosas para o ambiente onde vivem tem maiores chances de sobreviver e se reproduzir. Se essas variações forem hereditárias, elas serão passadas aos seus descendentes ao longo das gerações. Sobre essa variabilidade genética da população, a atuação da seleção natural. Aqueles indivíduos com variações mais vantajosas para o ambiente onde vivem tem maiores chances de sobreviver e se reproduzir. Se essas variações forem hereditárias, ela serão passadas ao seus descendentes. Ao longo do tempo ocorrem, portanto, modificações na população.

Assim, na seleção natural, o meio é o agente que seleciona naturalmente aqueles indivíduos com características mais vantajosas para uma dada condição ambiental. Se o meio mudar, as características que serão selecionadas também mudarão.

Hoje se sabe que, além da seleção natural, a outros fatores importante nos processos evolutivos, como o acaso. Certas condições que ocorrem ao acaso podem eliminar ou manter nas populações alguns indivíduos, independentemente de suas características particulares. Isso ocorre, por exemplo, durante uma erupção vulcânica, evento que pode eliminar aleatoriamente indivíduos de uma população. Nessas condições, portanto, não ocorre seleção dos indivíduos em função da adaptação do meio.

Especiação

A especiação é um processo que ocorreu muitas vezes ao longo da história evolutiva dos seres vivos que continuar ocorre, embora seja difícil identificá-lo. É especiação está relacionada modificações nas populações, e essas modificações dependem de processos evolutivos, como surgimento, ao acaso, de novas características em uma população e a manutenção ou não dessa nova característica. Como já vimos, em geral, as características que conferem vantagens aos indivíduos naquele ambiente são mantidas, e acho que não conferem vantagens são eliminadas pela seleção natural.

Vamos supor uma população que vive em determinada área e é separada em duas, em decorrência de terremotos. Com isso, essas populações deixar um de entrar em contato, e os indivíduos de uma população não vão mais se reproduzir com indivíduos de outras populações. Nesse caso, novas variabilidade genética que podem surgir em uma das populações não são transmitidas para outra. Como as condições do ambiente nas áreas separadas pela barreira dificilmente são exatamente iguais, as pressões seletivas serão diferentes. Ao longo do tempo, as populações vão se diferenciando, a ponto de forma espécies distintas.

Cladograma

Os níveis hierárquicos de classificação

Desde a antiguidade, foram realizadas várias tentativas de organizar a diversidade de seres vivos. A história da classificação biológica é longa e muitas propostas foram e ainda são feitas para organizar e entender a diversidade.

Atualmente, o cientistas reconhece cerca de 1,8 milhão de espécies viventes, sem considerar os fósseis, mais a estimativas de que esse número possa ser muito maior sendo estimado em aproximadamente 10 milhões de espécies.

Em 1735, o naturalista sueco Carl von Linné, cujo nome em português é Lineu, propôs um novo sistema de classificação dos seres vivos.

Lineu era adepto da ideia de que as espécies não mudar ao longo do tempo( fix ismo) e, assim, seu sistema de classificação, apesar de muito eficiente, não considerava as ideias de evolução dos seres vivos. Em seu modelo, Lineu criou um sistema dia hierarquia que permite a classificação dos seres vivos segundo a semelhança entre os organismos.

Esse sistema, embora elaborado com uma visão fixista, é utilizado até hoje com alguns acréscimos de níveis de hierarquia incorporando uma visão evolutiva. Atualmente, o seres vivos são classificados de acordo com sua história evolutiva e seu grau de parentesco, sendo agrupados no mesmo categoria taxonomia fica aqueles que descendem de um ancestral comum exclusivo.

As categorias taxonomia que as, apresentadas em ordem decrescente de abrangência são

                             Reino  -  filo  -  classe   -  ordem  -  familiar   -   gênero   -  espécie

nessa sequência, a espécie é a menor unidade de classificação. espécies Semelhantes são agrupados em um mesmo gênero. Gênero semelhantes são agrupados em uma mesma família. Família semelhantes são agrupados em uma mesma ordem. Ordem semelhantes são agrupados em uma mesma classe. Classes semelhantes são agrupados em um mesmo filo, e filo semelhantes são agrupados em um mesmo Reino sempre que falamos em grupos taxonomia cu semelhantes estamos nos referindo as semelhanças evolutivas de parentesco evolutivo.

A nomenclatura biológica

Para se escrever o nome de uma espécie, existem regras, que foram criadas por Lineu e são usadas até os dias de hoje.

O nome da espécie deve ser formado por duas palavras, derivados do latim e escritas em destaque no texto, em itálico ou sublinhadas. A primeira palavra corresponde ao nome do gênero e deve ser escrita sempre com letra inicial maiúscula. A segunda palavra, que junto com a primeira forma o nome da espécie, deve ser escrita com todas as letras minúsculas.

O nome científico da espécie da onça pintada, por exemplo, é Panthera onca rio do tigre é Panthera tigris. O nome da espécie é dado pelas duas palavras, assim, a espécie de onça pintada não é apenas onça, e sim Panthera onca. Note que essas duas espécies, onça e tigre, pertencem ao mesmo gênero: Panthera.

Atividades ( copiem as atividades no caderno e respondam)

1. Como os seres vivos são classificados? Lembre-se da palavrinha REFICOFAGE

2. Qual a menor e a maior unidade taxonômica de classificação?

3. Por que todo ser vivo possui um nome científico?

4. Como devemos escrever corretamente um nome científico?

5. Observe os nomes científicos dos seres vivos abaixo e indique:

· Zea mays

Gênero: ______________

Epíteto: ______________

Espécie: ________________

· Homo sapiens

Gênero: ______________

Epíteto: ______________

Espécie: ________________

· Felis catus

Gênero: ______________

Epíteto: ______________

Espécie: _______________

6. Use as palavras do quadro abaixo para completar as frases abaixo:

LATIM - FAMÍLIA - SUBLINHAR - CLASSE - REINO - MAIÚSCULA - DOIS - TAXONOMIA - ESPÉCIE

a) Todo nome científico é formado por _____________________ nomes (palavras).

b) A primeira letra da primeira palavra de um nome científico é sempre escrita em ___________________ .

c) Várias plantas de um mesmo gênero formam um(a) ______________________.

d) Vários peixes de uma mesma ordem formam um(a) _______________________.

e) Devemos sempre ___________________________ um nome científico quando escrevemo-nos a mão.

f) O nome da ciência que classifica os seres vivos é a ________________________.

g) Os nomes científicos são escritos no idioma _____________________________.

h) A menor unidade taxonômica é a ______________________________.

i) A maior unidade taxonômica é o ___________________________.

7 Complete:

8 Observe a figura a baixo e responda:

a. Qual outra espécie tem o mesmo gênero que o cão?

b. Qual animal é do mesmo gênero da lontra? E qual é esse gênero?

c. Cite 3 animais carnívoros.