Geografia - Regionalização do Território Brasileiro - 20/05 a 06/06 - Prof. Ariane

20/05/2021

Link da atividade do Blog: 

Para Casa:  

Atividade do Livro -Araribá Mais Geografia 7º ano. 

Leitura das páginas - 52 a 60. Capítulo 4.

Atividades página - 61 - números 1,2,3,4,5. Responder no Caderno.

_________________________________________________________________________________________

REGIONALIZAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO

GEOGRAFIA DO BRASIL - REGIONALIZAR

REGIONALIZAR = SEPARAR, DIVIDIR OU AGRUPAR, JUNTAR SEMELHENTES, DE ACORDO COM SUAS CARACTERÍSTICAS, QUE PODE SER POR CARACTERISTICAS CULTURAIS, ECONÔMICAS, FÍSICAS (NATURAIS), POLÍTICAS, ETC.

Regionalizar é delimitar áreas que apresentam características semelhantes, seguindo um ou mais critérios, dividindo se um território em regiões.

Regionalização do Território Brasileiro

Divisão Regional Brasileira

O território do Brasil já passou por diversas divisões regionais. A primeira proposta de regionalização foi realizada em 1913 e depois dela outras propostas surgiram, tentando adaptar a divisão regional às características econômicas, culturais, físicas e sociais dos estados. A regionalização atual é de 1970, adaptada em 1990, em razão das alterações da Constituição de 1988.

O órgão responsável pela divisão regional do Brasil é o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Veja o processo brasileiro de regionalização:

1913 - Os critérios utilizados para esse processo foram apenas aspectos físicos - clima, vegetação e relevo. Dividia o país em cinco regiões: Setentrional, Norte Oriental, Oriental, Meridional.

1945 - Brasil possuía sete regiões: Norte, Nordeste Ocidental, Nordeste Oriental, Centro-Oeste, Leste Setentrional, Leste Meridional e Sul.

1960, Brasília foi criada e o Distrito Federal, capital do país, foi transferido do Sudeste para o Centro-Oeste.

1970 - Em 1970, o Brasil ganhou o desenho regional atual. Nasceu o Sudeste, com São Paulo e Rio de Janeiro sendo agrupados a Minas Gerais e Espírito Santo.

Divisão regional atual - 1990 - Com as mudanças da Constituição de 1988, ficou definida a divisão brasileira que permanece até os dias atuais. O estado do Tocantins foi criado a partir da divisão de Goiás e incorporado à região Norte; Roraima, Amapá e Rondônia tornaram-se estados autônomos; Fernando de Noronha deixou de ser federal e foi incorporado a Pernambuco.

ATIVIDADES DE FIXAÇÃ

1. Com base no mapa a seguir e em seus conhecimentos sobre a divisão regional brasileira realizada pelo IBGE, assinale a alternativa correta:

Mapa da porcentagem de domicílios com televisão no território nacional¹

a) A quantidade de televisores no Brasil não reflete os níveis de desenvolvimento econômico das respectivas regiões brasileiras.

b) O Centro-Oeste brasileiro é a região que possui, proporcionalmente, a menor quantidade de televisores em suas casas.

c) O Amapá é o único estado da região Norte que apresenta mais de 85% de seus domicílios com aparelhos de TV.

d) O Nordeste é a região mais heterogênea em termos da quantidade proporcional de televisores entre os seus estados.

2. "Aprendi, na década de 60, que o Estado de São Paulo fazia parte da região Sul. Minas estava na região Leste, assim como a Bahia, o Rio, o Espírito Santo e Sergipe.

Certo dia, um professor, já na década de 70, disse que São Paulo estava no Sudeste, bem como o Espírito Santo, o Rio de Janeiro e Minas Gerais. Fiquei chocado. Os Estados mudaram de posição e eu nem havia percebido".

Essa "mudança de posição" dos estados brasileiros, conforme registrado pelo autor, ocorreu porque:

a) Houve uma nova perspectiva em relação ao IBGE sobre o território brasileiro, que deixou de ser predominantemente interiorano para ocupar melhor o litoral.

b) A nova região Sudeste representava melhor as zonas mais industrializadas do país e com posição geográfica semelhante.

c) A integração do Espírito Santo ao Sudeste era necessária em razão do seu acelerado grau de urbanização e concentração populacional.

d) Estava em curso, na década de 1970, a redistribuição industrial brasileira em direção às regiões Sul e Norte.

3. Observe a figura a seguir:

Mapa da divisão regional do Brasil


O critério adotado, na divisão regional descrita no mapa, tem por referência:

Divisão regional brasileira

O critério adotado, na divisão regional descrita no mapa, tem por referência:

a) a base física territorial, onde se destacam as bacias hidrográficas.

b) os aspectos demográficos, considerando-se a distribuição da população brasileira.

c) o setor secundário, mediante o número de estabelecimentos industriais.

d) as características socioeconômicas relativas à população e às atividades produtivas.

e) os elementos de ordem natural relacionados com os tipos climáticos.

4. Observe o mapa de divisão regional do Brasil e, em seguida, assinale a proposição correta:


Divisão regional brasileira

Divisão regional brasileira

a) O número 5 assinala a região Sul, onde se concentram numerosos descendentes de europeus, que utilizaram a terra mantendo a cobertura vegetal original, adotando um sistema de agricultura extensiva e de autoconsumo.

b) O número 1 corresponde à região de maior área, onde as condições naturais permitiram o estabelecimento de uma floresta temperada homogênea e que vem apresentando crescente extensão de áreas devastadas, porque ainda não utiliza modelos de desenvolvimento sustentável.

c) O número 2 indica a região que teve menor importância econômico-social no período colonial e que, após o período áureo da mineração, voltou às condições de pobreza dos primeiros séculos de colonização.

d) O número 4 identifica a região que apresenta maior índice de industrialização, com destaque para as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, que polarizam as demais regiões brasileiras.

e) O número 3 assinala a região Centro-Oeste, que passou a crescer após a construção de Brasília, mesmo apresentando condições naturais adversas, advindas da presença do bioma caatinga.

5. A atual divisão regional brasileira foi realizada em 1970 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Conforme essa regionalização, cite os complexos regionais do Brasil e seus respectivos estados.

1. Centro-Oeste; 2. Nordeste; 3. Norte; 4. Sudeste; 5. Sul

1. Nordeste; 2. Norte; 3. Sudeste; 4. Sul; 5. Centro-Oeste

1. Sul; 2. Nordeste; 3. Norte; 4. Sudeste; 5. Centro-Oeste

1. Sudeste; 2. Nordeste; 3. Norte; 4. Centro-Oeste; 5.Sul

6. A Região do Brasil que possui a maior extensão territorial é:

a) Norte

b) Sul

c) Nordeste

d) Centro-Oeste

e) Sudeste

7. A Região brasileira mais populosa é:

a) Centro-Oeste

b) Norte

c) Sul

d) Sudeste

e) Nordeste

8 . Entre as principais atividades econômicas das Regiões do Brasil todas estão corretas, exceto:

a) Centro-Oeste - A economia baseou-se inicialmente nos garimpos de ouro e diamante. Atualmente, as principais atividades econômicas desenvolvidas são a pecuária e a agricultura. A agroindústria é o setor econômico mais importante do Centro-Oeste, que é grande produtor de soja, sorgo, algodão e girassol. Destacam-se também, as indústrias farmoquímicas.

b) Norte - A economia dessa região baseia-se principalmente no extrativismo vegetal de produtos como látex, açaí, madeira e castanha. A região também é muito rica em minérios. No setor industrial destaca-se o polo industrial de Manaus.

c) Nordeste - É a segunda região que mais produz petróleo no país. Nela funciona um dos principais polos petroquímicos, o de Camaçari (BA). A agricultura e a pecuária são prejudicadas em razão dos longos períodos de seca, além da má distribuição das chuvas. A cana de açúcar é o principal produto agrícola da Região.

d) Sul - O setor de serviços responde pela maior parte das riquezas dos estados sulistas. Em seguida vem a indústria, com destaque para os setores metalúrgico, automobilístico, têxtil e alimentício. Destaca-se também a agropecuária. A Região Sul é grande produtora de milho, arroz, feijão, trigo e tabaco. É a maior produtora nacional de soja, alho, mel, maçã e cebola.

e) Sudeste - Abriga as menores montadoras e siderúrgicas do país, a produção industrial da região é diversificada e pouco qualificada.

Correção das atividades anteriores sobre: Fonte de Energia ( 15/04 a 30/04).

BLOG

1. Alternativa B. A matriz energética se refere ao conjunto de todas as fontes de energia utilizadas em um determinado lugar. Em nível mundial, a fonte de energia mais utilizada é o petróleo, assim como no Brasil.

2. Alternativa C. A matriz elétrica se refere apenas às fontes de energia utilizadas para a geração de energia elétrica. No caso do Brasil, a maior parte da energia elétrica é produzida nas hidrelétricas.

3. Alternativa D. O conjunto de fontes de energia renováveis é composto por: eólica (vento), solar (Sol), hidrelétrica (água) e biomassa (matéria orgânica).

4. Alternativa B. A região Nordeste do Brasil produz cerca de 85% da energia eólica do país. A principal razão para essa concentração está ligada às características geográficas da região, que possui ventos fortes e constantes durante todo o ano.

5. Alternativa D. As usinas eólicas utilizam como elemento gerador de energia o vento. Além disso, ocupam uma pequena área, podem ser instaladas em um terreno com outras práticas econômicas, e não produzem resíduos. Desse modo, elas produzem baixo impacto no meio ambiente.

6. Alternativa E. Os combustíveis fósseis, como o carvão natural, o petróleo e o gás natural, são altamente poluentes e contribuem para a emissão de gases do efeito estufa. Desse modo, estão ligados ao aquecimento do planeta. Sendo assim, a fonte de energia mais recomendada para a situação é a solar, uma fonte renovável e que não produz poluentes.

7. Alternativa B. O gás natural é um combustível fóssil, porém a sua queima provoca um menor lançamento de poluentes, quando comparado com fontes como petróleo e carvão mineral. Desse modo, a sua utilização em uma usina termelétrica é mais vantajosa que a utilização de outro combustível fóssil.

8. Alternativa E. O carvão mineral brasileiro possui uma qualidade inferior, sendo predominantemente dos tipos turfa e linhito. Desse modo, a presença de antracito no território brasileiro é muito rara. A maior parte das reservas de carvão mineral no Brasil está na região Sul do país, mas são reservas pequenas, quando comparadas a países como China e Rússia.

GABARITO LIVRO página 48 E 49 - números 1, 2, 3, 4, 5, 8 e 9

1 . porque a biopirataria retira recursos genéticos e conhecimentos tradicionais sem beneficiar o país de origem.

2.  o desmatamento diminui as áreas de vegetação nativa e a perda de biodiversidade

3 . esses países geralmente são de grande extensão territorial e diversidade climática. A maioria está localizada na Zona Tropical, áreas quentes e chuvosas (pluviométricas).

4 . Unidade de Proteção Integral - Na categoria de Refúgio da Vida Silvestre.

5 . a charge mostra o desmatamento provocado pela extração de madeira na Amazônia, que também leva a perda da biodiversidade.

8 . USINA DE ITAIPU, HIDROELETRICA DE BELO MONTE

9 a) Faz referência a produção de energia elétrica por fonte Solar

    b) É interessante instalar Placas de Energia Solar em locais com muito sol, e áreas mais isoladas dos grandes centros populacionais.